Responsabilidade Social – Parte 2

23 08 2010

Continuando o meu post sobre responsabilidade social

Estou conversando sobre política, no twitter, msn, fóruns, etc….

O que mais leio e escuto, é que o povo de nada pode fazer, que é uma questão que não se pode mudar, é um conceito imposto pela ditadura e exploração de séculos passados. Eu concordo com parte da teoria. Só queria acrescentar que pode se mudar sim.

Vamos discutir isso. Há diversas ONG’s que estão se empenhando em cuidar do meio ambiente, de cuidar das crianças carentes, acabar com a fome no Brasil e quiçá no mundo. Elas são apoiadas pela sociedade, tanto que são Organizações NÃO Governamentais. O que me faz crer que há pessoas que estão preocupadas.

Eu participo de algumas ONG’s e participo de projetos do governo também. A diferença é uma: Hipocrisia. Porque o governo se preocupa tanto com a sua imagem ?! Não perante a sociedade, e sim perante as empresas parceiras, bolsa de valores, enfim, dinheiro, dinheiro e dinheiro.

Nós estamos vivendo em uma Ditadura. Acreditem. Essa censura ao humor, censura ao conteúdo que é publicado em revistas e nos canais de TV. Porque ninguém da mídia destacou os protestos contra a censura que ocorreram ontem ?

E aí vem a sociedade. Nos trending topics do twitter a galera falando sobre Felipe Neto (Ainda me deve 30 pratas), Bruna Surfistinha, Rogério Ceni, e outras coisas idiotas bestas inúteis merdas babacas putas irrelevantes (Ufa. Achei a palavra certa).

A petição do Ficha Limpa, da qual fiz parte junto ao grupo do Avaz.org , fazendo propaganda, escrevendo, contribuindo socialmente, enfim…. Conseguimos pouco mais de 2 milhões de assinaturas. Tanto foi a pressão pública que conseguimos que fosse aprovada. Tanto foi aprovada que virou lei em vigor. E aí o povo esqueceu. Essa lei foi modificada, foram encontradas brechas, e o Maluf vai poder se eleger.
2 milhões foi o grande recorde de assinaturas online (Falemos mais sobre como a internet ajuda). Mas somos em 192 milhões de brasileiros e segundo ultimo levantamento de 2009 13milhões de pessoas tem acesso à internet.

2 milhões é ótimo, mas e os outros 11 milhões ? Onde estavam ?

Outra pergunta que faço, a maioria aqui, que lê meu blog, assiste o CQC e suas reportagens sobre política. Adoro a forma como é tratado o assunto por esses gênios da TV. Mas eles estão censurados, só pra constar. Tal como o Estadão. Enfim, viram a reportagem que fizeram sobre um evento beneficiente onde uma mulher, uma das decoradoras/organizadoras/sei-lá-que-porra quando questionada sobre a doação, disse que contribuiu com seu trabalho. O seu assessor imediatamente interrompeu a gravação e disse que seria melhor falar que ela contribuiu com cobertores e casacos para os desabrigados. E ela assim o fez.

Os ricos. Vamos falar da “classe A”. Eles contribuem ? Sim ou Não ? Qual o papel das pessoas mais afortunadas ? Sinceridade ? 98% estão pouco se fodendo. Perdão pelo termo e expressão. Mas é verdade. Em todas as ONG’s que visito, todos os lugares em que trabalhamos socialmente são pessoas humildes, pessoas que tem bom coração. Isso explica minha teoria de que as pessoas boas vão estar sempre na merda. Terão seu lugar no céu, para quem acredita, e quem não acredita, bem…

E tenho que ver, toda hora, festinhas de pessoas ricas na TV ajudando os carentes, os pobres, e os resultados ? Não quero falar de uma ou outra empresa, mas pesquisem então, a palhaçada do projeto “verde” da Abril, da Sansung, da querida Apple.

E viva o Al Gore. (Continua…)


Ações

Information

One response

24 08 2010

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: